Um apanhado sobre House of Lies.

 

Spoilers leves sobre os seis primeiros episódios da série.

Fiz um post aqui no blog depois que vi o primeiro episódio da nova série da Showtime, House of Lies. No post, tentava convencer vocês – depois de um episódio apenas – a darem uma chance a essa série que prometia ser uma grande comédia.

Mas será que valeu?

Sim, valeu. House of Lies até agora nos apresentou 6 ótimos episódios, 6 episódios hilários e 6 episódios que eu recomendo. Em um apanhado geral, tiro apenas o terceiro episódio, Microphallus de ser um episódio totalmente ótimo, até porque é um episódio bastante chatinho.

Mas não tira a glória de uma metade de temporada bem legal que House f Lies tem nos apresentado.

Nesses episódios conhecemos melhor os personagens e tenho certesa que todos tem apenas um preferido. Doug é o personagem mais carismático da série, sem dúvidas. O cara que não lava a mão após ir ao banheiro, já transou com travesti e tem ejaculações precoce é o ponto alto da comédia de quase todos os 6 episódios.

Agora sobre o nosso querido Marty Kaan e seu personagem que poderia ser um mero coadjuvante. Don Cheadle chega e encher o saco com a sua atuação. Sei que falei que ele era ótimo no primeiro post sobre a série, e ainda o acho, mas ele está exagerando demais no papel do consultor.

O recurso narrativo de Marty explicar algumas coisas para o telescpectador era odiado por mim até o sexto episódio, onde consegui encontrar um sentido para tal. Para mim, quando Marty vira e fala com a câmera, ele está fazendo isso na sua própria cabeça, é uma forma de ele se organizar (e ao mesmo tempo tentar organizar o público) sobre oque esta sendo discutido. Sei que é ‘muito’ para se pensar de uma série de comédia, mas assim, eu não odeio tanto este recurso.

Só conseguiria me aprofundar sobre oque está acontecendo na série se fizesse uma review para cada episódio, mas de uma coisa eu tenho certesa, continuar ignorando a trama corporativa da série é o melhor jeito de levar House of Lies como uma série boa de comédia para adultos.

Ps.1: O filho gay de Marty ainda é engraçadissímo, mas um ótimo alivio dramático, isso fica bem claro no sexto episódio da temporada.

Ps.2: Kristen Bell, eu te amo, mas dar pro Nick Stahl foi mancada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s