Let it go: Lost.

Criando mais uma categoria para o blog, agora com a que sempre quis fazer: Let it go. Basicamente, nessa série, colocarei “motivos” que dizem que você deve deixar pra la aquela ótima série que acabou ou foi cancelada.

Começando hoje com a minha série preferida, falarei da bela Lost. Lost é uma genial série de ficção científica criada por Damon Lindelof, J.J. Abrams e Jeffrey Lieber. A série narrava a história de sobreviventes de um vôo que viajava de Sydney, Austrália para Los Angeles, Estados Unidos e que caiu no meio de uma ilha no Oceano Pacífico.

Uma trama simples se não fosse pelo estranhos acontecimentos que desde o primeiro dia assustava os sobreviventes.

Bom, falar da trama de Lost já cansou, todos nós já sabemos do que a série se trata. O negócio é que mesmo depois de quase dois anos que a série teve seu fim, pessoas ainda insistem em querer vê-la. Se você, como eu viu a série desde o começo ao o seu fim, querer revê-la não faz mal nenhum, mas se você nunca viu a série e acha que é uma boa idéia querer ver agora, vou te dizer porque você está totalmente errado.

Lost foi uma série de camadas e personagens, a história da ilha e seus mistérios era legal, mas era pano de fundo pra oque realmente a série queria passar, só que para fazer a série ter sucesso, os produtores abusaram de tais mistérios iniciando um jogo, um ARG. Dai vai o primeiro motivo;

  •   Você não sabe, nem nunca saberá oque é Lost Expirience.

Pois bem, The Lost Expirience foi um jogo de realidade alternativa (ARG) que nos introduziu mais a fundo a mitologia da série. No jogo que rolou entre a primeira e segunda temporada, fomos apresentados a Hanso Foundation, Alvar Hanso, Thomas Mittelwerk e outros personagens fundamentais para a trama alternativa da série como Gary Troup, o autor do livro Bad Twin que narra um romance com dois gêmeos cujo o nome seria Wildmore (Alexander e Clifford).

The Lost Expirience não é tão relevante para a série assim, mas o hype dele ensima da série foi tão legal que vale a pena estar na lista.

  •  Sua cabeça nunca irá explodir.

De fato, você nunca ficará tão surpreso quanto quem viu quando estava sendo exibido ficava. Com toda certesa você já deve saber que o Jacob não é porra nenhuma do que se falam e a fumaça é o irmão mal do Jacob, e olha que esses mistérios foram os que eu menos fiquei surpreso.

Depois que se passa um tempo que uma série é exibida, nada mais é spoiler, e não se tem mais cuidado algum quando vão se falar dela. Nada mais é tão surprieendente quanto já foi um dia.

  •  A alegria do final feliz… Sem explicações.

Você também já deve ter lido que o final de Lost foi foda e ao mesmo tempo uma merda foda. E isso pelo menos a mim desanima completamente para seguir com uma série. Saber, mesmo que seja por cima, que o final não agrada, é desanimador demais.

  • Whatever.

Quando você assiste Lost depois de um tempo e com a série terminada, mesmo não tendo visto episódio nenhum, você é acionado ao botão de ‘Whatever’.Ou seja, coisa que antigamente nós viamos e teorisavamos por semanas, você hoje vai olhar e dizer: Whatever.

Whatever, Hanry Gale. Whatever, passado da Libby. Whatever, o incidente. Whatever, os sequestros. WHATEVER!

  • Lost Untangled.

Você nunca irá se surpreender e rir ao mesmo tempo com Lost Untangled.

Enfim, Lost é uma série muito complicada, e precisa ser vista com o mundo para que algumas coisas sejam esclarecidas. Foi divertido, foi espetacular, mas LET IT GO!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s