Porque assistir (ou não): Smash e Alcatraz

Logo no primeiro mês do ano, tivemos duas estréias que muitos falam que são bastante esperadas; Smash e Alcatraz. Vi e opinarei sobre.

Vou logo dizendo que ambas eu esperava (não tanto) a estréia, que ambas tem mãos de gente que eu sou fã e que ambas tem plots que são bastante interessantes se forem trabalhados bem, mas, apenas uma das duas soube trabalhar bem…

Alcatraz:

Tenho que confessar que esperava essa série DEMAIS! Sou muito fã do Sr. JJ Abrams e tudo que o rapaz coloca a mão eu dou moral. Mas talvez o Sr. Abrams tenha errado dessa vez.

O plot é simples, uma prisão de segurança máxima construída em uma ilha fará a transferência de todos os prisioneiros para que esta possa ser fechada. Mas não é exatamente isso que acontece, quando dois policiais vão averiguar o porque de nenhum contato, descobrem que todos os prisioneiros e guardas desapareceram do nada. Muito tempo depois, esses prisioneiros começam a aparecer misteriosamente, com a mesma idade da época em que estavam presos. Nisso, uma divisão secreta do governo composta por Rebecca Madsen (Sarah Jones), Diego Soto (Jorge Garcia aka HURLEY), Emerson Hauser (Sam Neil) e Lucy Benerjee (Parminder Nagra) ivestiga o porque de tudo isso e porque cargas d’águas eles estão fazendo teoricamente “missões”.

SIM! É um plot pra lá de legal, oque explica o porque eu estava bastante empolgado. Mas, não consegui me desprender que a série parece e muito três distintas séries; Fringe, Lost e -pasmem- The 4400. Na verdade, ouso a dizer que a série é uma mistura de ambas. O jeito em que o episódio se leva que só Fringe faz, a trilha sônora e fotografia que se parecem bastante com muitas cenas fora da ilha que viamos em Lost e o plot quase que chupado de The 4400.

Eu juro que eu queria gostar da série, mas não deu. A protagonista que mais parece tentar copiar os trejeitos da Anna Torv em Fringe me irritava cada vez que abria a boca, o Jorge Garcia é o Hurley na cidade grande, nada mudou, até aquele jeito de atuar meio cabisbaixo está ali. Sam Neil serve apenas pra falar abobrinha e dar uma de dicionário explicando a plot de hora em hora.

Com um piloto muito fraco e um segundo episódio mediano, Alcatraz não chega nem perto do que eu queria que chegasse e é uma série que eu dispenso.

Smash:

Espero Smash desde quando vi o primeiro promo. Pensei: “Porra, será um músical de gente grande, feito por gente grande. Uma vingança dos não-fãs de Glee”. E foi exatamente isso que me foi apresentado. Melhor, foi isso e muito mais!

Todo o glamour da Broadway está em Smash, mas com uma diferença: estamos por trás das câmeras. Estamos vendo como é feito um músical gigantesco e estamos vendo que não é uma coisa fácil.

Tenho que dar os parabéns para tudo na série. O elenco grandioso que não vou ficar citando pois é muito grande (haha). Mas não posso deixar de citar duas pessoas do elenco:

Debra Messing que eu sou apaixonado desde que me fazia rir em Will & Grace, Debra Messing que é uma atriz taletosa o bastante pra me fazer acreditar que ela pode ser uma produtora de um músical e ao mesmo tempo uma mãe de família que está passando por uma adoção.

E também, DEVO citar a mulher mais linda do programa, Katharine McPhee. Que mulher linda, que mulher talentosa, que ótima cantora. Desde o American Idol (em que ela aparecia mais gordinha) ela já nos fazia emocionar quando cantava. Hoje, em Smash, ela faz o mesmo e muito mais.

Smash é a simples produção de um espetáculo, mas a série se destaca por seu brilhantismo, seus personagens carismáticos e sua plot leve.

Ps: Disse que ambas as séries tem mãos de pessoas em que sou fã né? Pois bem, Smash é produzida por ninguém mais, ninguém menos que Steven Spielberg. Sei que ele andou dando umas vaciladas quando produzia alguma coisa (vide Terra Nova e Falling Skies) mas o cara é foda!

One thought on “Porque assistir (ou não): Smash e Alcatraz

  1. Pingback: Reviews: Touch – S01E01 « Episódio um!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s